• Ton Guedes

Harmonia Acromática no Design de Interiores

Atualizado: Jun 21



Aprenda como fazer uma composição de projeto de interiores com a Harmonia Acromática.

Na hora de escolher as cores para compor em um ambiente identificamos que há muitos caminhos, sua mente fica fervendo com dúvidas perante tantas possibilidades para considerar em um projeto de interiores. Posso dizer que comigo funciona assim também. Mas aprendi muitas técnicas dentro da composição de projetos de interiores que facilitaram minha vida.


Atuando no mercado de Arquitetura e Design e lecionando nos cursos técnicos de Design de Interiores, onde pude orientar diversos alunos e ensinar a olhar o ambiente de forma mais técnica.


Então, hoje vou compartilhar um pouco desses conhecimentos com vocês.


Vou falar sobre Harmonia Acromática ou Esquema de Cores Acromático. Primeiro é importante dizer que acromia significa: Não cor, ou seja, não há cromia... não há cores.


Vocês já viram um disco de cores ? Onde se apresentam as cores primárias, que misturadas entre si formam as secundárias e por fim as terciárias.


Disco de Cores

Então, digo que na Harmonia Acromática não existe predominância de nenhuma dessas cores. Podendo em alguns momentos, terem toques de outras cores, mas nada que forneça um peso significativo na composição.


Mas então vocês devem estar se perguntando:


Quais cores compõe essa harmonia?


Bom, vamos lá.


Para compor nessa harmonia nós devemos usar o preto, o branco e tons de cinza, nada mais. A predominância de cores devem estar nessa paleta mencionada.


Um ambiente com Harmonia Acromática poderá seguir vários rumos.

Com a predominância de preto, teremos um ambiente com aspecto mais fechado.


Harmonia Acromática com predominância de preto.

Com a predominância do branco teremos um ambiente com aspecto de maior amplitude.


Harmonia Acromática com predominância de branco

Dependendo da tonalidade do Cinza também alcançaremos as duas características.


Harmonia Acromática com cinza e branco

É preciso lembrar que as cores transmitem sensações, você pode se aprofundar lendo o livro A Psicologia das Cores: Como as Cores Afetam a Emoção e a Razão da autora Eva Heller e outros títulos que tragam essa temática.


Mas vou adiantar alguns desses temas para vocês.


O preto que é um dos protagonistas na Harmonia Acromática, representa a ausência de cor ou luz. Segundo Alice Westgate no Livro Cores em Casa o preto pode ser uma cor difícil de usar em interiores, pois remetem a trevas, depressão e luto, mas se utilizada com moderação pode trazer um ar sofisticado. Experimente causar centros de interesse com essa cor e trabalhar com tons de cinza e branco para equilibrar.


Se você for um Designer de Interiores, não tenha medo de arriscar, atente-se ao briefing do seu cliente.


Se você for um amante de decoração não se preocupe, use o preto com moderação e na dúvida o melhor é contratar um profissional para te ajudar.


O branco que também é um importante protagonista na Harmonia Acromática, já é mais utilizado no design de interiores e decoração em geral. Aqui o único cuidado a ser tomado, é não criar uma farmácia ou supermercado somando com uma iluminação de luz fria.

Se você usar muito branco, você pode equilibrar com uma iluminação mais quente, trazendo um tom amarelado e aconchegante para o espaço. Não esqueça de analisar se é a melhor opção para o ambiente.

O segredo para uma composição e estudo e bom senso.


Em breve estará disponível o curso sobre Cores na Composição de Projetos de Interiores. Onde você poderá aprimorar seus conhecimentos.


Cadastre-se e receba as novidades 
0 visualização

@2015 tons da arquitetura | Arquitetura, Urbanismo & Design

São Paulo, Brazil  - tonsdaarquitetura@gmail.com - Telefone

As fotos e autores dos projetos são mencionados em cada conteúdo

Siga-nos

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Pinterest - círculo cinza

Conteúdo desse site é produção intelectual e pode ser livremente divulgado citando a fonte

Todos os direitos reservados